Sr. Presidente, Srs. telespectadores da TV Câmara, quero fazer o registro da nossa posição de luta. Sempre tivemos essa posição contra a reforma da Previdência. Essa é uma reforma que prejudica imensamente os direitos dos trabalhadores, sobretudo, das mulheres trabalhadoras do nosso País.
Nós, que sempre estivemos na luta, defendendo os trabalhadores e as trabalhadoras, não poderíamos, em hipótese alguma, concordar com a forma como essa proposta estava sendo apresentada para a nossa população, que iria prejudicar imensamente o nosso povo. Por isso, a retirada da proposta da votação neste momento é uma vitória parcial, mas nós esperamos que essa vitória não possa ser uma armadilha para, após as eleições, voltar à pauta, para prejudicar o nosso povo.
Sr. Presidente, fica aqui a nossa posição de solidariedade, de apoio à luta de todos os movimentos sindicais, dos movimentos populares que estiveram na trincheira de luta para que essa reforma fosse derrotada, como está sendo parcialmente.
Por isso, contem com o nosso apoio. Vamos estar na frente dessa batalha, para que o nosso povo não venha a ser prejudicado mais uma vez.
Muito obrigado, Sr. Presidente.