O Coordenador da Bancada do Ceará, Deputado Federal José Aírton Cirilo (PT-CE), reuniu-se nesta quarta-feira, 13/07, com o Secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior, Mauricio Costa Romão, no Ministério da Educação.

IMG-20160713-WA0026

Coordenador da Bancada do Ceará, Deputado Federal José Aírton Cirilo (PT-CE), reuniu-se nesta quarta-feira, 13/07, com o Secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior, Mauricio Costa Romão

Na pauta, a abertura pelo MEC de Polos de Educação á distancia (EAD) para os brasileiros que estão no exterior, ou seja, acesso a cursos de instituições brasileiras à distância. A demanda vem de brasileiros que moram no exterior e que querem fazer um curso EAD no exterior, porém no Brasil, não há curso autorizado pelo MEC.

“Os brasileiros que moram no exterior, querem estudar, e tendo a possibilidade de fazer um curso EAD, fará com que não percam o espaço com relação às principais nações do mundo em termos de aprendizado, e com curso autorizado pelo MEC, terão a certeza que seu certificado terá validade no Brasil”. Comentou o Coordenador da Bancada do Ceará, Deputado Federal José Aírton Cirilo (PT-CE).

A tecnologia tem ampliado as possibilidades dos estudantes de todas as idades em forma ilimitada. Com a educação a distância (EAD), as opções atuais se expandem fora de fronteiras, assim estudantes brasileiros podem assistir às aulas em forma virtual em países como Estados Unidos, Canadá, Espanha, Reino Unido e França, etc, e obter seu título de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado.
Se o curso é reconhecido em seu país de origem (Brasil), a necessidade de revalidação do diploma se acaba, motivando assim, a capacitação dos profissionais brasileiros no país em que estiverem.
A reunião foi acompanhada pelo assessor da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, Rubens de Oliveira Martins.
O Secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior, Maurício Costa Romão, comprometeu de analisar a demanda.